Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Prefeitura batiza UBS com nome de mulher morta pelo ex-marido

Fernanda Sante Limeira foi baleada em frente ao estabelecimento em julho; ela teve medidas protetivas negadas pela Justiça

O Estado de S. Paulo

23 Novembro 2016 | 16h59

SÃO PAULO - Um decreto da Prefeitura de São Paulo batizou uma Unidade Básica de Saúde (UBS) no centro da capital paulista de "UBS República - Fernanda Sante Limeira". A mudança homenageia a enfermeira Fernanda, morta aos 35 anos em frente ao estabelecimento onde trabalhava, em julho deste ano. 

Fernanda foi baleada pelo ex-marido, Ismael dos Santos Praxedes, de 37 anos, com quem foi casada por 6 anos e teve uma filha, de 8. Ela estava separada de Praxedes há 6 anos na época do crime.

O crime aconteceu por volta das 7 horas do dia 22 de julho, na porta da UBS, localizada na Praça da Bandeira. Fernanda morreu no local. 

Ela havia prestado queixa contra ele por calúnia, injúria e violência doméstica em maio, um mês antes do crime, mas a Justiça negou medidas protetivas à mulher. 

O decreto com a mudança do nome da UBS foi publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da Cidade

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.