Prefeitura autoriza Metrô a cortar 340 árvores para construção de monotrilho

A Prefeitura de São Paulo autorizou o Metrô a cortar 340 árvores para a abertura de uma estação e do pátio de estacionamento do polêmico monotrilho da Linha 17-Ouro, em construção na zona sul da capital. A vegetação será removida para as obras da Estação Jardim Aeroporto e o Pátio da Água Espraiada, na Avenida Jornalista Roberto Marinho. A estação e o pátio ficarão em uma área de proteção permanente, em região de várzea, por onde passa o Córrego Água Espraiada. Das 340 árvores que serão cortadas, 236 são nativas. Quinze são eucaliptos, espécie considerada invasora pelos botânicos. Esse desmate representa 41% de tudo o que foi cortado em 2009 para as obras do Metrô.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.