Prefeitura aposta nas ciclovias em corredores

A principal iniciativa prometida pela gestão Fernando Haddad (PT) para trazer mais segurança a quem tem a bicicleta como principal meio de transporte está incluída no Plano de Metas do prefeito: construção de 150 quilômetros de ciclovias.

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

14 Maio 2013 | 02h04

As ciclovias de Haddad surgem no plano do prefeito de fazer 150 quilômetros de corredores de ônibus na cidade. O plano é redesenhar toda a área do entorno desses corredores, incluindo, além de ciclovias totalmente separadas do restante do tráfego (e, portanto, mais seguras), reforma das calçadas e aterramento da fiação aérea.

Ainda não há, no entanto, data exata para que as obras comecem. Nem o financiamento para elas está cravado - o secretário municipal de Transporte, Jilmar Tatto, afirma que será possível levantar fundos repassando à iniciativa privada terrenos que serão desapropriados para a construção desses corredores especiais.

Sampa Bike. Outra iniciativa da Prefeitura ligada às bicicletas está mais madura: o aluguel de bicicletas para pagamento com bilhete único.

Segundo a Prefeitura, o serviço já está disponível em paradas no Parque Trianon, no Shopping Eldorado e no Shopping Santa Cruz. Usuários cadastrados podem usar o cartão de transporte para retirar as bicicletas. Atualmente, o empréstimo de bicicletas, em parceria com o Banco Itaú, funciona em cerca de 100 locais. Até 2014, a promessa é que o número de pontos de retirada de bicicleta chegue a 300. Há ainda um programa com outro banco, o Bradesco, mas que, por enquanto, não tem serviço de empréstimo ligado ao bilhete único.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.