Prefeitura aplica média de 19 multas por dia desde ano passado

Segundo a Prefeitura, no ano passado foram aplicadas 6.972 multas por desrespeito ao horário das feiras livres. Em 2011, até o mês de outubro, foram 5.824 - média de 19 por dia. A Secretaria Municipal das Subprefeituras afirmou não dispor dos tipos de multas (ensacamento do lixo e atraso no horário de desmontagem das bancas) separados ou em quais feiras foram aplicadas nem informou as regiões da capital com mais penalidades.

O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2011 | 03h03

Mas disse que até o momento não houve cancelamento de matrícula de feirantes nem extinção de feira livre por descumprimento das regras previstas no decreto do prefeito Gilberto Kassab em vigor desde janeiro de 2010.

Ainda de acordo com a pasta, trabalham na fiscalização aproximadamente 700 fiscais das 31 subprefeituras e 35 fiscais da Secretaria Municipal de Abastecimento, devidamente identificados por crachá funcional.

Reincidentes. Os feirantes Paulo e Silvia Goya, os últimos a desmontar a banca de frutas na Rua Joinville, admitem extrapolar o horário de desmontagem. "Já fomos multados duas vezes neste ano por ultrapassar às 14 horas. Minha banca tem 14 metros, é grande, leva mais tempo para embalar fruta por fruta", diz ele. "Os clientes ainda não mudaram o hábito de vir mais tarde para a feira", completa Silvia.

A autônoma Angela Marques é uma delas. "Sou frequentadora tardia da feira. Mas aqui quem demora para limpar é a Prefeitura", afirma.

Sobre a mudança de horários, a Prefeitura diz não ter informações sobre um novo pedido de extensão de horário feito pelo Sindicato dos Feirantes de São Paulo.

"A prorrogação de horário já foi concedida, passando o término da feira de 12h30 de todos os grupos para os seguintes horários: pastel e caldo de cana até as 13h30 e os demais produtos até as 13 horas", informou a secretaria. / L.A. e F.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.