Prefeitura afirma que já ofereceu auxílio a moradores

A Prefeitura de São Paulo afirmou que está em andamento um processo de contratação de uma empresa para remediar o terreno. O Município informou também que a Cohab faz medição do terreno todos os dias.

O Estado de S.Paulo

04 de março de 2013 | 02h03

A administração afirma que a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento (Smads) foi até o local oferecer auxílio ao grupo que invadiu a escola, mas ninguém se interessou.

Um conjunto habitacional próximo dali, o Nossa Senhora da Penha, também sofre com a contaminação por gás metano. De acordo com a Prefeitura, em 2006, uma ação judicial determinou a desocupação de 71 imóveis em uma área de "alto risco". Vinte e nove famílias fizeram a desocupação e recebem auxílio moradia, enquanto um lugar para elas morarem não fica pronta. Os demais continuam no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.