Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Prefeitura adia por 30 dias concessão do Ibirapuera e outros cinco parques

Administração diz que edital será alterado para deixar alguns pontos mais claros, como a obrigatoriedade de investimentos em parques da periferia

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

07 Julho 2018 | 12h08

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo suspendeu por 30 dias a licitação da concessão do Ibirapuera e outros cinco parques municipais. Segundo a Secretaria de Desestatização, a suspensão foi feita para que o edital fosse alterado, deixando alguns pontos mais claros como a "obrigatoriedade de investimentos e melhorias que deverão ser feitos pelo concessionário nos parques da periferia". 

+++Prefeitura lança concessão do Ibirapuera e espera ‘ganhar’ R$ 1,6 bilhão em 35 anos

A concessão de parques era uma promessa de campanha eleitoral de João Doria (PSDB), que deixou a Prefeitura em abril para disputar o governo do Estado. 

A informação sobre a suspensão do edital foi adiantada pela Folha de São Paulo

A Secretaria de Desestatização informou que a paralisação será "rápida". O edital, que já estava em andamento, previa que a abertura dos envelopes com as propostas para a concessão ocorresse na quinta-feira, 12. A pasta informou que o edital será republicado e a abertura dos envelopes ocorrerá em 30 dias. "Neste prazo, os grupos interessados terão tempo para se adequarem as alterações fixadas no edital", diz em nota.

+++ Doria lança consulta para concessão de parque e museu no Campo de Marte

O projeto envolve, além da concessão do Ibirapuera, os parques Jacintho Alberto, Eucaliptos, Tenente Brigadeiro Faria Lima, Lajeado e Jardim Felicidade.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.