ANDRE LESSA/AE
ANDRE LESSA/AE

Prefeitura de SP abre edital para concessão do Terraço Martinelli

Contrato terá validade de 15 anos e o valor ofertado na concorrência deverá ultrapassar os R$ 70 mil mensais; empresa ou consórcio que adquirir os direitos terá que destinar 4% do faturamento ao poder público

João Ker, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2020 | 13h23

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), por meio da São Paulo Urbanismo, publicou no Diário Oficial desta quinta-feira, 27, o edital de concessão do terraço do Edifício Martinelli. A ideia foi apresentada ainda em março de 2019, como parte do projeto Triângulo SP, que busca impulsionar a vida noturna e os atrativos turísticos do centro velho da capital paulista, criando o Observatório Martinelli

A concessão terá validade de 15 anos e o valor ofertado na concorrência deverá ultrapassar os R$ 70 mil mensais. A empresa ou consórcio que adquirir os direitos sobre o Martinelli terá que destinar 4% do faturamento ao poder público. O valor do contrato é de aproximadamente R$ 46 milhões para o Município, considerando o investimento em infraestrutura e os pagamentos da concessão. 

A expectativa da SMDU é que, com a implementação de programas de lazer, entretenimento, cultura e gastronomia, o Observatório Martinelli receba cerca de 160 mil visitantes por ano. Em nota, a Secretaria afirma inclusive que, mesmo em meio à pandemia do coronavírus, será possível abrir o espaço para a venda de refeições, desde que respeitados os protocolos sanitários de distanciamento social. 

Além do terraço, os andares 25, 26 e 27 do Edifício Martinelli e os espaços comerciais do térreo serão concedidos à iniciativa privada. O vencedor do edital se responsabiliza também por manter um programa de curadoria com espaços expositivos, painéis interativos e acervos relacionados à história do edifício e de São Paulo. Ainda serão inaugurados loja, restaurante, café e um núcleo de recepção e centro de informações turísticas. O passeio terá acesso completo ao edifício. 

As empresas e/ou consórcios interessados terão 60 dias para apresentarem suas propostas comerciais, que serão lidas às 10h do dia 27 de outubro, no 15º andar do Edifício Martinelli. O objetivo é que o contrato seja oficializado 30 dias depois, no final de novembro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.