Prefeitos temem projeto de expansão de trens

Prefeitos de Sorocaba, São Roque e Mairinque, no interior do Estado, querem discutir o plano de extensão das linhas operadas pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Eles temem que a região se transforme em cidades-dormitório. As prefeituras têm projeto conjunto de trem turístico usando a estrutura operada pela América Latina Logística.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2010 | 00h00

Para o prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi (PSDB), o impacto de um trem rápido entre São Paulo e Sorocaba precisa ser bem estudado.

O plano do governo estadual prevê que as linhas entrem em operação até 2014, com ramal também para a Baixada Santista. Segundo a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, a retomada do transporte de passageiros de longo percurso favorecerá o deslocamento entre os municípios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.