Governo SP
Governo SP

Prefeitos esperam fim de semana com menos restrições ao comércio no interior de SP

Desde o dia 25 de janeiro, à noite e em finais de semana vigoram restrições equivalentes ao da fase vermelha do Plano São Paulo de combate à covid-19, considerada a mais restritiva

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2021 | 11h00

SOROCABA - Prefeitos de algumas das principais cidades do interior reagiram com otimismo à intenção do governador João Doria (PSDB) de reduzir as restrições ao comércio durante a noite e nos fins de semana. A medida deve ser anunciada na quarta-feira, 3, pelo governo paulista. Desde o dia 25 de janeiro, à noite e em finais de semana, vigoram restrições equivalentes ao da fase vermelha do Plano São Paulo, de combate à covid-19, considerada a mais restritiva.

O prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga (Republicanos) disse que o governo está reconhecendo que os municípios estão fazendo sua parte no enfrentamento da covid-19. Na semana passada, Manga liderou uma comissão de prefeitos que se reuniu com o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Marco Vinholi, para pedir uma revisão da situação hospitalar na região de Sorocaba, colocada na fase vermelha do Plano São Paulo.

“Mostramos que nossos índices eram melhores do que os indicados pelo Estado e o governo acabou reconhecendo. Após a reunião, o governador anunciou a volta da região, que estava na fase vermelha, para a laranja.”

Segundo ele, não dá para dizer que o governo está cedendo à pressão dos prefeitos. “Não houve enfrentamento, apenas apresentamos dados técnicos. Se o governo suspender a fase vermelha nos fins de semana, estará acertando. Não tem lógica uma churrascaria funcionar a semana toda e fechar no sábado e domingo, quando a clientela mais precisa.”

Manga disse que os prefeitos devem fazer sua parte, orientando a população e fiscalizando as regras de funcionamento das atividades. “É preciso ter responsabilidade para que tudo volte ao normal o quanto antes.” Sorocaba registrou mais sete mortes pela covid nessa segunda, totalizando 649 óbitos.

O prefeito de São José dos Campos, Felício Hamuth (PSDB), disse que vai aguardar a decisão do governo de flexibilizar as restrições nos fins de semana. A cidade está na fase vermelha, mas o prefeito aposta numa progressão para a laranja.

Ele defendeu a imunização para reduzir o contágio e criticou a demora na chegada das vacinas. “Existe uma decepção pelas vacinas, que chegaram aos municípios muito aquém daquilo que a população queria, e nós também.”

São José dos Campos registrou 10 mortes pela covid-19 nos últimos três dias. A taxa de ocupação de leitos exclusivos para covid nos hospitais públicos e privados era de 76,8% em UTI e 56,1% em enfermaria.

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB) disse que a expectativa é de que a região volte para a fase laranja - atualmente está na vermelha. Lembrou, no entanto, a importância de serem mantidas as medidas de prevenção contra o vírus e a vacinação da população.

Nogueira comemorou a chegada de mais 9.680 doses da vacina contra a covid-19 à cidade, suficientes, segundo disse, para completar a vacinação dos servidores da saúde e dos idosos em instituições de longa permanência.

O secretário Vinholi disse que o governador deve anunciar uma readequação nas medidas de restrição ao comércio que vigoram nos fins de semana “devido à melhora contundente nos indicadores (da covid-19) ao longo dessa última semana”. Segundo ele, houve uma redução média de 8% de internações por casos graves de infecção pelo novo coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.