Prefeito veta projeto que criava a bolsa-creche

O prefeito Gilberto Kassab (sem partido) cedeu às pressões das entidades sociais e desistiu de implementar a bolsa-creche de R$ 272, projeto aprovado pela Câmara Municipal no mês passado. O veto à proposta, de autoria do vereador Arselino Tatto (PT), foi publicado no Diário Oficial da Cidade do último sábado.

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2011 | 00h00

Segundo o projeto, a quantia seria paga às famílias para cada filho que estivesse na fila pelas vagas de creches da rede municipal - atualmente, 147 mil crianças aguardam vaga. A ideia era que o dinheiro fosse usado para pagar alguém para tomar conta das crianças enquanto os pais trabalhavam. Movimentos sociais e entidades educacionais se posicionaram contra a proposta, argumentando que a lei ignora o lado educacional das creches.

Dentro da Prefeitura, a Secretaria da Educação também foi contra. O projeto volta agora à Câmara Municipal, que pode derrubar o veto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.