Prefeito diz que ocupação de antigo cinema é insegura

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou ser insegura a ocupação do Movimento dos Sem-Teto do Sacomã (MSTS) no antigo Cine Marrocos, na região central da capital paulista. Após a energia elétrica ser cortada no local, cerca de 50 barracas foram montadas na frente da Prefeitura, no Viaduto do Chá, anteontem. "É a terceira vez que eles fazem esse acampamento", disse Haddad.

Artur Rodrigues e Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2013 | 02h05

"Nós não temos como mantê-los ali (no Cine Marrocos). Primeiro, o equipamento é da (Secretaria Municipal da) Educação. Segundo, está totalmente inseguro. Toda a parte elétrica e hidráulica é completamente inapropriada e não se presta a habitação social." Os manifestantes prometem permanecer acampados até que a energia seja restabelecida. A Guarda Civil acompanha o ato.

Segundo a Secretaria Municipal de Habitação, o grupo acampado é o mesmo que, na madrugada do dia 10, fez um protesto na frente do prédio onde mora o prefeito, no Paraíso, na zona sul. Na ocasião, eles exigiam que um integrante do grupo fosse libertado da prisão. Ele havia sido detido por furtar energia para o prédio do Cine Marrocos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.