Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Prédios art déco perto do Minhocão devem ser tombados

Conpresp abriu processo e avaliará a importância histórica de 18 imóveis; um deles leva assinatura do arquiteto Rino Levi

Rodrigo Brancatelli, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2011 | 00h00

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) abriu ontem o processo de tombamento de 18 prédios nas imediações do Elevado Costa e Silva, o Minhocão, perto da Praça Marechal Deodoro, no centro da capital. Segundo o órgão, os endereços são considerados um relevante mostruário do estilo art déco remanescente dos anos 1930.

Entre os prédios que tiveram abertura de tombamento está o Edifício Tupã, de autoria do consagrado arquiteto russo Samuel Roder, e o Edifício Porchat, de Rino Levi. Hoje, estão em uma região degradada, em boa parte pela presença do Minhocão.

Os edifícios também são importantes para a história de São Paulo, pois simbolizam o início do processo de verticalização da região - quando foram construídos, já eram mais altos do que os imóveis que existiam no local, resultado da difusão do uso do concreto armado e dos primeiros elevadores.

A abertura do processo significa que o Conpresp admitiu a possibilidade de os prédios terem valor histórico e cultural e, por isso, precisam de tempo para analisá-lo. Até a decisão definitiva sair, nenhuma modificação pode ser feita nos endereços. Não há prazo para a análise ser concluída.

Estilo. O art déco é um estilo surgido entre os anos 20 e 30, auge do modernismo e da arte dos manifestos.

Era uma expressão da época da máquina e do automóvel, que eclodia no início do século passado, e foi adotada em cidades americanas como Miami, São Francisco, Chicago e Nova York - foi símbolo de uma época de glamour em Hollywood e da era dos musicais, sendo usado na construção de auditórios, teatros e estações de rádio.

Em São Paulo, a Biblioteca Mário de Andrade e o Estádio do Pacaembu são os mais conhecidos exemplos desse estilo arquitetônico, que moldou parte da cidade até os anos 1940.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.