Prédio invadido por movimento sem-teto será desocupado em SP

Local próximo à estação Armênia do Metrô foi ocupado há 4 meses por 75 famílias, cerca de 250 pessoas

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

28 de maio de 2008 | 06h04

Está marcada para as 6h30 desta quarta-feira, 28, uma ação de despejo em um prédio comercial localizado na Rua Alfredo Maia, próximo à estação Armênia do Metrô, região central da capital paulista. O imóvel, que possui um galpão no andar térreo e um único pavimento acima, foi invadido há 4 meses por 75 famílias, cerca de 250 pessoas, ligadas ao Movimento Prol Moradia da Região Central (MMRC). Segundo Nelson da Cruz Souza, um dos organizadores do movimento, na terça-feira por volta das 12 horas, a PM foi até o local e disse que nesta quarta-feira pela manhã ocorreria o cumprimento de desocupação do prédio com base em uma ação de despejo expedida pela justiça em 1983 contra antigos ocupantes. O prédio possui vários donos, mas o movimento de ocupação não sabe informar quem são os proprietários do imóvel nem em que ramo eles atuam. No imóvel já funcionaram uma fábrica e uma firma de segurança. O movimento afirma que, depois que o prédio foi abandonado, o local passou a ser freqüentado por traficantes e usuários de drogas, que acabaram deixando o imóvel com a chegada dos sem-teto.

Tudo o que sabemos sobre:
sem-tetodesocupação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.