Marco Antônio Carvalho/Estadão
Marco Antônio Carvalho/Estadão

Queda de prédio em construção em Barueri deixa um morto e seis feridos

Edifício ficava próximo à sede da prefeitura do município, no centro da cidade

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2019 | 21h36
Atualizado 17 de dezembro de 2019 | 13h01

SÃO PAULO - Parte da estrutura de um prédio de dois andares que estava sendo construído no centro de Barueri, na região metropolitana de São Paulo, desabou no início da noite desta segunda-feira, 16, deixando seis feridos e um morto. 

O Corpo de Bombeiros foi acionado para a ocorrência na Rua Professor João da Mata e Luz, na altura do número 350, às 19 horas. Perto de meia-noite, a equipe de resgate informou sobre ter localizado o corpo de Natanael Batista de Oliveira, mas ainda tentavam retirá-lo do local. Inicialmente, os Bombeiros haviam informado sete feridos e um desaparecido. 

A estrutura era composta apenas por pilastras e blocos pré-moldados de concreto. Parte desses blocos das paredes laterais desabaram. A mulher de Oliveira, Maressa Maciel, foi até o local acompanhar as buscas. Segundo ela, o homem trabalha na obra. 

Ela disse que cunhados a avisaram sobre o acidente e começou a acompanhar as informações pela televisão. Um dos cunhados também é funcionário da obra e disse que Oliveira estava trabalhando. “Quando deu 18 horas e ele não chegou, achei estranho. É a hora que ele chega. Pensei que o carro tinha quebrado”, disse Maressa. 

Segundo a Defesa Civil de Barueri, três operários saíram ilesos da queda de uma laje e de paredes laterais. Dois estão internados, sendo que um deles apresenta fratura no fêmur. Um sexto foi atendido com escoriações e já foi liberado.

Este último regressou ao local do acidente e auxiliou o trabalho dos bombeiros na localização do corpo. Cães treinados também foram usados na busca.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Barueri [SP]desabamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.