Prédio é derrubado em 4 segundos na Berrini, em SP

Detonação de 16 andares aconteceu às 10 horas; novo edifício será construído

Gustavo Miranda, estadao.com.br

17 de fevereiro de 2008 | 10h56

Um prédio de 16 andares foi implodido em apenas 4 segundos, neste domingo, 17, na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, 1.400, no Brooklin, zona sul. A detonação estava marcada para as 10 horas e as ruas em um raio de 150 metros foram fechadas desde das 8h30. O trânsito e circulação nas calçadas foram liberados. Veja também: Implosão de prédio na Berrini danifica rede da Sabesp Para avisar quem estava passando no local, uma sirene foi acionada três vezes: 1 hora, 30 minutos e 5 minutos antes da implosão. O toque foi contínuo durante a execução do serviço, que consumirá 175 quilos de explosivo e vai durar menos de dois minutos. O edifício pertencia à empresa PSS Seguridade Social e dará lugar a outro imóvel. O prédio passou por três meses de preparação por técnicos da empresa Hotchief, responsável pela implosão, que tiraram todas as janelas, acabamentos de madeiras e elevadores. O prédio recebeu telas protetoras até o 6º andar para evitar o lançamento de estilhaços. Estima-se que a implosão produziu 15 mil toneladas de entulho. O cimento e o aço serão separados e enviados para reciclagem. A limpeza do terreno deve demorar entre 20 e 30 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
implosãoBerriniSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.