Prédio da TAM só será demolido com laudo da Aeronáutica

Avenida Washington Luís só será liberada após a implosão do prédio, que será feita com autorização do Cenipa

02 de agosto de 2007 | 15h14

O prédio da TAM Express, atingido pelo Airbus da empresa no dia 17 de julho, só será demolido quando o laudo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) estiver concluído, segundo informações da Rádio Jovem Pan. Apesar da estrutura estar abalada e do edifício já ter se movimentado cerca de 10 centímetros desde o dia do acidente, ainda não há previsão para a implosão. A Polícia Civil, a Polícia Federal e o Ministério Público já liberaram o local, porém ainda falta a autorização do Cenipa. Assim que todos os laudos estiverem prontos, a Subprefeitura de Santo Amaro deve autorizar a implosão. De acordo com subprefeito Geraldo Mantovani, a Avenida Washington Luís será liberada depois que o edifício da TAM Express for demolido. A implosão demorará poucos segundos. No entanto, após a liberação da Subprefeitura de Santo Amaro, a Defesa Civil pedirá um dia para avisar os moradores do entorno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.