Prédio da TAM pode ser demolido até o final da semana

A decisão ainda depende de uma reunião para acertos técnicos entre a Defesa Civil do Município e o Corpo de Bombeiros

Bruno Moreschi,

19 de julho de 2007 | 17h32

O prédio da TAM no qual o Airbus A-320 bateu será demolido totalmente ou parcialmente até o final de semana. A decisão ainda depende de uma reunião para acertos técnicos entre a Defesa Civil do Município e o Corpo de Bombeiros. A informação é do coronel da Defesa Civil Jair Paca Junior. Primeiramente, antes da demolição, serão retirados os corpos que ainda estão no local do acidente. Até o momento, foram contabilizados 189 mortos. Estima-se que mais oito corpos ainda estejam no interior do prédio.Depois de convocar todos os veículos de imprensa para uma coletiva na qual faria um anúncio importante, o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab disse apenas coisas triviais e cobrou medidas do governo federal e da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A informação da demolição teria sido dada por Kassab, mas foi o coronel da Defesa Civil quem disse aos jornalistas.Na coletiva, perguntado se tem medo de viajar de avião, disse: "Como todos os brasileiros, gostaria de viajar tranqüilo. Espero que o governo e a ANAC tomassem providências". Além desta declaração, Kassab aproveitou para tirar fotos com bombeiros, em uma situação que causou constrangimento a todos.

Mais conteúdo sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.