Precisa renovar a CNH? A partir de 2ª, só deixando dez digitais no Detran

O sistema para emissão ou renovação da carteira de habilitação (CNH) será mais rígido em São Paulo a partir de segunda-feira. Os interessados terão de comparecer ao Detran para registrar as dez impressões digitais, além de tirar foto e deixar uma assinatura digital. O mesmo será necessário para mudança ou adição de categoria e transferência.

Márcio Pinho, O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2010 | 00h00

Hoje, parte desses processos é iniciada no consultório médico e apenas uma digital é usada. O objetivo agora é tornar o processo mais informatizado, ágil e seguro. O processo entrou em funcionamento no restante do Estado ao longo deste ano. Uma das práticas que o Detran tenta coibir é o uso do dedo de silicone, quando o solicitante, em conluio com a escola de formação de condutores, por exemplo, registra a digital em um pedaço de silicone para que tenha presença na aula obrigatória sem aparecer.

Autoescolas e despachantes continuam podendo ser acionados pelos motoristas para auxiliá-los no processo. Contudo, o novo sistema permite que o motorista faça sua solicitação pela internet e já marque a data para comparecer ao Detran.

Segundo o Detran, a chamada e-CNHsp tem ainda outros pontos de segurança. As clínicas e os centros de formação de condutores têm de usar certificação digital, o que garante que as informações não serão enviadas ao Detran por terceiros. O departamento ainda afirma ter capacidade para atender usuários e diz que o sistema é eficiente. Algumas clínicas e centros de formação de condutores já apontaram que o sistema apresenta quedas, obrigando as pessoas a voltarem outro dia.

Para o delegado Ricardo Petisco, da Divisão de Habilitação e coordenador do e-CNHsp, o novo sistema pode eventualmente trazer certo desconforto no início. "Mas é para o usuário ser melhor atendido." Caso sejam detectados problemas, a Prodesp poderá aperfeiçoar o sistema.

PERGUNTAS & RESPOSTAS

1.O sistema se tornou mais burocrático? Tirar CNH vai levar mais tempo?

De janeiro a setembro, com o sistema antigo, o tempo médio para tirar a primeira CNH foi de 184,41 dias; no mesmo período no interior, com o e-CNHsp, caiu para 123,62 dias. No caso de renovação, a demora média passou de 22 para 18 dias.

2.Como fazer para tirar dúvidas?

No site do e-CNHsp (www.e-cnhsp.sp.gov.br), o cidadão encontra um passo a passo, com os novos procedimentos. Na página inicial, basta clicar em "Tira-dúvidas" no canto superior direito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.