Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Praça do Ciclista será reformada e enquete pública recebe sugestões para projeto

Localizado na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, espaço será revitalizado e tem data de entrega prevista para 25 de janeiro, data de aniversário de São Paulo

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

21 Novembro 2018 | 15h30
Atualizado 22 Novembro 2018 | 15h06

O paulistano pode dar sugestões para um projeto que vai reformar a Praça do Ciclista, na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, na região central de São Paulo. O local, que é um espaço de lazer da população - em especial, dos ciclistas -, passará por reforma com previsão de entrega no dia 25 de janeiro, data de aniversário da cidade.

Começa nesta quarta-feira, 21, o período de enquete pública para coletar a opinião de frequentadores e simpatizantes da praça sobre o projeto arquitetônico e o plano de revitalização. Para participar, os interessados podem enviar suas contribuições aqui até o dia 28, próxima quarta-feira. 

Duas empresas assinaram um termo de cooperação com a Prefeitura Regional da Sé para revitalizar e manter a praça. A área, somada aos canteiros e ao entorno, tem 1,6 mil metros quadrados. O projeto arquitetônico será desenvolvido com as sugestões da enquete e com grupos de ciclistas nos próximos dias. Após a elaboração do projeto, a construção poderá incluir bloqueios na região. 

O termo de cooperação está vigente desde o último dia 24 de setembro. A ação de recuperação da área é uma parceria da Prefeitura com a Sense Bike, fabricante nacional de bicicleta, e a Eureka Coworking,  um estúdio situado em frente à praça. Elas serão responsáveis pela manutenção, limpeza, conservação de áreas verdes e zeladoria da praça durante o prazo de 36 meses, contados a partir da data de vigência, no valor de R$ 500 mensais. 

A Prefeitura Regional da Sé informou que o Programa Adote Uma Praça prevê a colocação de mensagens de cooperação com dimensões especificadas por decreto. 

Em 17 de outubro de 2007, a Praça do Ciclista foi oficializada por lei com o nome atual. O local é ponto de encontro de manifestações políticas e atos de ciclistas. Na praça, funciona ainda a Horta do Ciclista (do Grupo de União de Hortas Comunitárias de São Paulo).

Segundo as empresas, para desenvolver o projeto arquitetônico de revitalização, foi convocado o estúdio Guto Requena, também vizinho do local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.