Pra boi dormir!

Cabe mais um

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2012 | 03h04

Se é mesmo verdade que Ricardo Teixeira pode voltar à CBF como presidente de honra da entidade, francamente, deve ter um cantinho honorário pro Demóstenes por lá, né não?

Aguinaldo é nosso rei!

Embarcado com Dilma Rousseff na viagem aos EUA, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, ganhou status de rainha da Inglaterra na comitiva presidencial em Washington. Não apita nada, mas está prestigiadíssimo!

Agora vai!

Quem já esteve com José Serra após a cirurgia dentária que o deixou de molho na Semana Santa garante: o candidato está com um sorriso lindo!

Sonho ruim

Ainda marcada pela vilania de sua personagem em Fina Estampa, Christiane Torloni virou pesadelo de orfanato fazendo campanha pela adoção de crianças na TV. A garotada prefere não ter mãe a viver sob o mesmo teto de Teresa Cristina.

Futebol arte

A criatividade continua sendo marca registrada do futebol brasileiro. Em que outro lugar do mundo um time só se livra da segunda divisão se for campeão? É mais ou menos esta a situação do Bangu no campeonato carioca. Acredite se quiser!

Louras demais

Dilma Rousseff ainda não bateu o martelo da nomeação de Marta Suplicy embaixadora do Brasil nos EUA. Teme que Washington seja pequena demais para a senadora brasileira e a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton.

Raúl Castro está confuso! Tirado da cama na madrugada de ontem para saudar Hugo Chávez em Havana, o presidente cubano foi para o aeroporto sem saber ao certo se o colega bolivariano estava chegando ou partindo da ilha. "É para dizer oi ou tchau?" - perguntou a seu ajudante de ordens.

Com a frequência dos encontros - Chávez vai mais a Cuba do que Lula ao Sírio-Libanês -, o sucessor de Fidel já não tem mais assunto com o companheiro, tantas foram as vezes que recebeu ou se despediu dele neste ano ao pé da escada do avião presidencial venezuelano.

"E o Bolívar, hein?!" - saiu-se com essa para quebrar o gelo no desembarque de ontem.

Se entre velhos camaradas é assim, imagina como devem ser sem graça encontros formais de chefes de Estado com menos intimidade, tipo Dilma e Obama no Salão Oval da Casa Branca.

O papo pra boi dormir de ontem em Washington foi o terceiro tête-à-tête entre os atuais presidentes do Brasil e dos EUA, mas imagina a dificuldade do anfitrião em tabular uma conversa sobre "política monetária expansionista dos países ricos", tema predileto da visitante quando está no exterior.

Restou a Obama mudar de assunto: "E o Lula, hein?!"

Começa assim

Custa R$ 500 o

ingresso mais barato para o show de Bob Dylan no Rio. Por muito menos, João Gilberto pegou aquela gripe que

suspendeu sua

turnê!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.