PPP pode financiar corredor de ônibus

O prefeito Fernando Haddad quer usar dinheiro da iniciativa privada para fazer 84 km de corredores de ônibus prometidos em campanha. O exemplo citado foi o BRT (da sigla em inglês Bus Rapid Transit) da cidade do Rio de Janeiro. "O BRT do Rio foi na modalidade PPP (Parceria Público-Privada). Não teve verba municipal nem federal. Contou com a própria iniciativa privada", disse Haddad à Rádio Estadão.

O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.