Luís Domingues/Divulgação
Luís Domingues/Divulgação

Pousada usa caiaque para transportar turistas após chuvas em Maresias

A água da tempestade alcançou um metro na frente da pousada

Danielle Villela - O Estado de S.Paulo,

18 Março 2013 | 16h01

Turistas hospedados em Maresias, em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, tiveram que ser transportados de caiaque após as fortes chuvas deste domingo, 17. A água da tempestade alcançou um metro na frente da Pousada dos Lobos, na rua dos Mergulhões.

"A gente começou a ficar desesperado, porque a gente é de São Paulo, como é que a gente vai sair daqui?", contou ao Estado Renata Bahia, que esperava apenas um final de semana tranquilo na companhia de mais dois amigos. "Não tinha nem ideia que a previsão do tempo ia estar desse jeito", comenta.

A solução para fazer o percurso de três quadras entre a pousada e o local de partida do ônibus de volta para São Paulo partiu de Hamisses Lobo, filho da proprietária da Pousada dos Lobos. "Estava chovendo muito, a rua estava alagada e eles precisavam pegar o ônibus para ir embora. Aí eu sugeri [o caiaque]", disse.

"No primeiro momento a gente deu risada, não sei se de engraçado ou de nervoso. Eram uns 20 a 30 metros alagados na altura da cintura", disse Renata.

Apesar do esforço, os três amigos acabaram perdendo o ônibus que haviam marcado, tiveram que embarcar em outra linha e só chegaram no Terminal Tietê, na capital paulista, às 22h.

"Quando cheguei em casa que vi o tamanho do estrago que tinha sido, a gente não tinha noção que estava tão ruim, porque a cidade estava tranquila quando a gente saiu de lá", afirma Renata.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Chuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.