Postos de gasolina têm de ter 500 m de distância

A Câmara de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, derrubou ontem o veto do prefeito Vitor Lippi (PSDB) a uma emenda que estabelece distância mínima de 500 metros entre os postos de combustível da cidade. O prefeito alegou que a restrição impede a livre concorrência e prejudica o consumidor. A prefeitura pode recorrer à Justiça para manter o veto.

O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.