Posto rápido era bom, mas hoje está defasado

Análise: Adib Kassouf Sad

PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITO , ADMINISTRATIVO DA OAB, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2012 | 03h03

O Poupatempo foi um serviço bem pensado, em benefício da população. No começo era bem estruturado, mas com o passar do tempo foi ficando defasado e sem aprimoramento, não conseguiu absorver as funções e atribuições a mais que foi recebendo, além da crescente demanda natural da população da cidade.

Hoje, o volume de serviços demanda melhorias no planejamento e readequação do atendimento para que não haja tanta demora. Mas esse cenário pode ser melhorado com o agendamento de serviços via internet, como já ocorre com o RG, que é marcado com antecedência.

A Constituição determina que os serviços públicos têm de ser planejados para atender de forma adequada e eficaz. Em caso de falhas e de demora, os usuários podem procurar a Corregedoria ou ouvidoria do órgão para reclamar seus direitos ou procurar um advogado ou o Procon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.