Pós-feriado, congestionamento em São Paulo chega aos 117 km

Av. dos Bandeirantes, Corredor Norte-Sul, Marginal do Tietê e Radial Leste tinham principais pontos de lentidão

Elvis Pereira, estadao.com.br

21 de novembro de 2008 | 17h07

O congestionamento na noite desta sexta-feira, 21, atingia os 117 km por volta das 19 horas. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), isso representava 14,1% das vias monitoradas e estava abaixo da média para o horário. Nesta sexta, o rodízio de veículos vigora e carros com placas final 9 e 0 não podem circular das 17 às 20 horas. Na quinta, o rodízio foi suspenso por conta do feriado da Consciência Negra.   Traços vermelhos são pontos de lentidão nos principais corredores da cidade às 19 horas. Fonte: CET   Veja também: Como o trânsito parou São Paulo e os números da frota As medidas que ajudariam a aliviar o trânsito na capital  Dossiê Estado: os números do trânsito em SP   Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua        A Avenida dos Bandeirantes tinha a pior lentidão da capital paulista: 7,1 km de engarrafamento no sentido Imigrantes, desde a Marginal do Pinheiros até o Viaduto Aliomar Baleeiro. Logo em seguida, Marginal do Tietê tinha a maior morosidade: 6,5 km de congestionamento no sentido Ayrton Senna, da Ponte Freguesia do Ó até a Rua Azurita pela pista expressa.   Outro ponto da Tietê tinha 5,4 km de lentidão, da Rodovia Castelo Branco até a Ponte do Piqueri, tanto pela pista expressa quanto pela local, no sentido Ayrton. No sentido inverso, havia mais 6,1 km de morosidade da Rua da Coroa até a Ponte Júlio de Mesquita Neto, na pista expressa.   A Radial Leste tinha 4,7 km de engarrafamento no sentido bairro, desde a Rua Wandenkolk até o fim do Viaduto Pires do Rio. O Corredor Norte-Sul tinha mais 7,6 km de congestionamento no sentido Santana, do Viaduto General Euclides Figueiredo até a Avenida do Estado.   Atualizado às 19h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.