Por segurança, DP terá porta fechada e cartaz

Recomendação da Polícia Civil para os delegados de plantão vale para os distritos paulistas que abrigam presos

MARCELO GODOY, O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2011 | 03h02

A Polícia Civil vai reforçar a segurança dos distritos policiais para evitar novos resgates de presos nas delegacias de São Paulo. A ideia é evitar que bandidos sigam o exemplo dos criminosos que resgataram 13 detentos do 26.º DP, no Sacomã, zona sul de São Paulo. Uma das recomendações aos delegados de plantão é fechar as portas das delegacias com presos e afixar um grande cartaz no exterior com os dizeres: "atendimento 24 horas".

As Delegacias Seccionais receberam a recomendação do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap) para manter pelo menos uma equipe com um carro do Grupo de Operações Especiais (GOE) na frente de cada delegacia com presos.

O 26.º DP abriga presos em trânsito, detidos em flagrante ou que tiveram sua prisão preventiva decretada e aguardam vaga em um Centro de Detenção Provisória (CDP). Foi lá que, na noite de domingo, uma loira entrou com uma pizza na mão. Quando os policiais disseram que não tinham encomendado a comida, eles foram dominados por dois homens armados com submetralhadoras. Os bandidos abriram uma cela e soltaram 13 presos - só três foram recapturados.

"Foi um fato isolado, mas resolvemos tomar essas providências para evitar que alguém tente repetir a ação", disse o diretor do Decap, Carlos José Paschoal de Toledo. "Estou pedindo apenas uma cautela adicional."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.