Por onde anda...Nova versão é ainda mais limitada

Bobueno, o boneco estilo 'João-bobo' que foi sensação na Copa de 2006

Filipe Vilicic, O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2010 | 00h00

Foi em uma conversa de bar que um grupo de dez amigos teve a ideia de criar um "João-bobo" com a cara do Galvão Bueno, o narrador dos jogos da Copa na Globo. "Contamos no boteco e no dia seguinte um de nós, que é ilustrador, já desenhou o boneco", diz um dos criadores ? eles preferem não se identificar, por medo de processos. "Aí, já mandamos imprimir 50 para cada um. Foi tudo por curtição." Só que o Bobueno, nome que deram para o produto, virou febre. Reportagens sobre ele foram veiculadas em jornais, sites e revistas. Até Galvão chegou a ganhar um. "Vendemos os primeiros 500 em um dia." Com o sucesso, outros 500 foram feitos. E quase todos saíram das prateleiras dos idealizadores. "Só sobraram alguns porque o Brasil foi eliminado antes do previsto da Copa."

Agora, o grupo resolveu fazer uma segunda edição para a Copa 2010. São só 500 exemplares, vendidos a R$ 15, e não há planos para mais. Quer ter um? Saiba que o Bobueno é bem limitado. "Disponível apenas para os chegados da galera", avisa uma mensagem no corpo do boneco. Uma dica é tentar comprar pelo perfil do "João-bobo" na rede virtual Facebook: "Bobueno Bobs". Em tempo: os pais do Bobueno pedem para destacar que o personagem é uma criação fictícia. Medo de processo, sabe?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.