Por drogas e risco de ataques, PM detém seis pessoas

A Polícia Militar deteve seis pessoas até 19h de ontem na Parada Gay, segundo o tenente-coronel Marcelo Pignatari, responsável pelo patrulhamento da região. Um dos detidos foi por porte de drogas. Os outros cinco, segundo Pignatari, faziam parte de um grupo radical e foram flagrados com soco inglês e machadinhas. No trio elétrico, os animadores alertaram o público sobre os riscos de ataques. "Andem em grupos e não aceitem provocações. Sabemos que alguns não gostam da gente", disseram.

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2014 | 02h04

Também foram registradas ocorrências de furto e comércio irregular de bebidas, como vinho químico. Quase 1,5 mil PMs e 730 guardas-civis estavam no esquema de segurança. Para atendimentos de saúde, na maioria casos de embriaguez, havia 28 ambulâncias e cinco postos médicos. O investimento em infraestrutura, segundo a Prefeitura, foi de R$ 2 milhões. / M.A. e V.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.