Ivan Dias
Ivan Dias

Por dentro da clausura beneditina de 413 anos

Na Sexta-feira Santa, ''Estado'' mostra o interior do Mosteiro de São Bento

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

Em seus 413 anos de história, poucos são os não-religiosos que circularam pela clausura do Mosteiro de São Bento, um retiro em pleno centro de São Paulo. Ali, numa das mais antigas instituições paulistanas, é a casa de 40 monges cujas vidas seguem à risca os preceitos da Ordem de São Bento, medieval organização religiosa fundada pelo santo católico que viveu entre os anos 480 e 550.

As normas monásticas foram sistematizadas em um livro de 73 capítulos, de autoria atribuída ao santo e conhecido como Regra de São Bento.

A igreja mantida pelos beneditinos, entretanto, é movimentadíssima. E, como em todos os anos, a celebração da Páscoa, no domingo, deve lotá-la. São esperadas mais de 1 mil pessoas, mesmo que os assentos só sejam suficientes para 693.

João Baptista Barbosa Neto é o monge que nos mostra o Mosteiro por dentro.

Os seis sinos

"Cada um tem seu nome: Cantabona, Dolorosa, São Bento, Sagrado Coração, São José e São Miguel"

Quarto do papa

"É o número 1 da hospedaria - há outros seis. Foi preparado para receber Bento XVI, em 2007. Tudo foi mantido da mesma forma: os quadros, os livros, as roupas de cama, a mobília..."

Capela abacial

"É utilizada para missas particulares. Em 2007, o papa Bento XVI também celebrou aqui, com a participação de alguns monges"

Biblioteca

"Este é meu cantinho predileto. São mais de 100 mil livros. Os beneditinos têm a tradição de preservar a cultura, porque a "Regra de São Bento" exige a leitura para alimentar a alma"

Jardim do claustro

"É um espaço de meditação. Aqui, os monges costumam vir após o almoço, diariamente. É um oásis, nem parece que estamos no centro de São Paulo"

DIAS SANTOS NO MOSTEIRO

Hoje

6h30: Vigílias (com canto das Lamentações)

8h30: Laudes cantadas

11h45: Hora Média

13h: Via-sacra dos Oblatos Seculares do Mosteiro com as obras da artista Andrea Costakazawa (no Largo de São Bento)

15h: Solene Ação Litúrgica: Liturgia da Palavra, Oração Universal, Adoração da Cruz e Comunhão

19h: Completas

Amanhã

6h30: Vigílias (com canto das Lamentações)

8h30: Laudes cantadas

11h45: Hora Média

17h30: Vésperas

22h40: Solene Vigília Pascal: Bênção do Fogo, Liturgia da Palavra, Rito Batismal e Liturgia Eucarística

Domingo

7h: Laudes Cantadas

8h30: Missa

10h: Missa Pontifical do Domingo da Ressurreição

11h30: Apresentação musical "Les Troisièmes Leços de ténèbres" - Lamentação para Semana Santa para voz soprano e baixo contínuo de Michel-Richard de Lalande (1657-1726) - Teatro de São Bento

12h: Brunch de Páscoa

16h45: Vésperas Pontificais e Bênção do Santíssimo Sacramento

Na padaria

Além dos tradicionais quitutes, nesta época a padaria do Mosteiro tem o Paschalis - bolo com chocolate, ameixa, vinho do Porto e passas. R$ 70; www.padariadomosteiro.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.