Tiago Queiroz/Estadão - 13/01/2022
Tiago Queiroz/Estadão - 13/01/2022

Cidade de SP suspende vacinação contra covid neste domingo por causa de chuva

Campanha será retomada normalmente na segunda-feira; São Paulo tem previsão de chuva de moderada a forte a partir da tarde

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2022 | 10h30

Prefeitura de São Paulo suspendeu a aplicação da vacina contra a covid-19 nos parques e nas farmácias parceiras da Avenida Paulista neste domingo, 30. O Município destacou que a decisão é "extraordinária" e foi motivada pelas "fortes chuvas" que atingiram a região metropolitana nos últimos dias. "(A suspensão ocorreu) para segurança dos cidadãos, funcionários e também do procedimento de vacinação”, justificou em nota.

A campanha será retomada normalmente nos pontos de vacinação na segunda-feira, 31. A aplicação ocorrerá nos megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h, e nas UBSs e AMAs/UBSs Integradas, das 7h às 19h. 

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo (CGE), a cidade estava com cinco pontos de alagamentos “transitáveis” no início da manhã. Os trechos ficam nos distritos Lapa (três pontos da Avenida Engenheiro Billings) e Pinheiros (Viaduto Engenheiro Antônio Moliterno), na zona oeste, e Santo Amaro (pista expressa da Marginal Pinheiros), na zona sul.

No sábado, 29, o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a um deslizamento em Parelheiros, no extremo sul, que não deixou vítimas. Na Grande São Paulo, três pessoas morreram após uma residência  ser atingida por um deslizamento em Embu das Artes.

Até a manhã de domingo, janeiro acumulou 255,2mm, próximo do estimado para o mês, de 255,7mm, de acordo com o CGE. A previsão é que o dia seja de céu encoberto e temperatura de até 23ºC, com chuva de moderada a forte a partir do período da tarde.

“A continuidade das precipitações em conjunto com o solo encharcado, mantém elevado o potencial para formação de alagamentos, queda de árvores, transbordamento de córregos e deslizamentos de terra nas áreas de risco da Grande São Paulo”, destacou em comunicado. Segundo o CGE, o tempo seguirá instável e chuvoso na segunda-feira, 31, e na terça-feira, 1º, com chuva concentrada entre a tarde e a noite.

Ao menos desde sábado, 29, praticamente todo o Estado de São Paulo está em alerta de "perigo" para chuvas intensas no sistema de notificações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O informe aponta chuva de até 100 mm por dia e ventos de até 100 quilômetros por hora, "com risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas".

O instituto emitiu outro alerta na madrugada deste domingo, no qual aponta "grande perigo" por causa do "acumulado de chuva" na Grande São Paulo e em trechos das regiões oeste e norte do Estado. "Grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas em cidades com tais áreas de risco", destaca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.