Ponte do Limão é liberada após retirada de suposta granada

Policiais do Gate tiraram a suposta granada da ponte e confirmaram que não havia material explosivo

27 de agosto de 2009 | 12h03

Pista do sentido bairro da Ponte do Limão está interditada por ameaça de bomba. Foto: Marco Aurélio/AE

 

A Ponte do Limão foi liberada por volta das 12 horas desta quinta-feira, 27, depois de uma ameaça de bomba. Policiais do Gate tiraram a suposta granada da bomba e afirmaram que não havia material explosivo. Agora, o artefato será levado até a sede do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

 

Por causa da suspeita de bomba, uma pista da ponte e as alças de acesso foram interditadas. No entanto, todos os bloqueios já foram liberados. Apesar da liberação, o trânsito ainda está complicado na região, que fica na zona norte de São Paulo.

 

De acordo com testemunha, dois homens colocaram uma possível granada ao lado da pista sentido bairro da ponte e fugiram. A testemunha avisou os trabalhadores que realizam obras na ponte sobre uma possível bomba.

 

A CET e a PM foram acionadas e as alças de acesso da Marginal do Tiete para a ponte e a pista sentido bairro foram interditadas. 

 

Por causa da interdição, os carros que seguiam em direção ao bairro passavam por uma das pistas do sentido centro. Com isso, o trânsito ficou complicado no local.

 

Solange Spigliatti, Central de Notícias, e Vitor Sorano, Jornal da Tarde

Tudo o que sabemos sobre:
ameaça de bombaPonte do Limão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.