Marivaldo Oliveira/Futura Press
Marivaldo Oliveira/Futura Press

Ponte de acesso ao Ipiranga sob Viaduto Grande SP desaba

Queda foi por volta das 10h30 e nenhum veículo passava no momento - não há registro de feridos; CET monitora trânsito

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

11 Novembro 2015 | 14h25

Atualizada às 20h23

SÃO PAULO - Uma ponte localizada embaixo do Viaduto Grande São Paulo, que dava acesso da Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello para a Avenida Doutor Fernando Mesquita, na Vila Prudente, zona leste da capital, desabou por volta das 10h30 desta quarta-feira, 11. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), não há registros de feridos.

No momento do acidente, nenhum veículo passava pelo local e as causas do desabamento estão sendo apuradas. Agentes da CET monitoraram o trânsito da região. A ponte fazia ligação para o bairro do Ipiranga, na zona sul, e caiu sobre o Rio Tamanduateí.

"Estava trabalhando e o escritório tremeu. Achei que era um caminhão na rua, mas era a ponte. Não sabia de nenhum problema, risco de desabamento, mas muita gente jogava entulho no meio da ponte. E foi bem nesse lugar que ela quebrou", conta o operador de máquinas Cleber Duarte Pereira, de 35 anos, que trabalha na região.

Moradora das imediações do desabamento, a operadora de mercado Ana Paula dos Santos, de 28 anos, diz que sua maior preocupação é que a queda da ponte cause mais alagamentos, tendo em vista que os destroços estão no rio.

"Sempre alaga quando chove. Minha mãe teve derrame há dois anos e não anda. O que eu vou fazer se tiver uma enchente?"

A Prefeitura de São Paulo informou que a ponte tinha 16 metros de largura por 40 metros de extensão e que decretou estado de emergência no local, estabelecendo um prazo máximo de 180 dias para reconstrução da ponte.

A Defesa Civil Municipal, técnicos da Subprefeitura de Vila Prudente, uma equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (Siurb) e técnicos do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) estiveram no local. 

"O DAEE, ligado ao Governo do Estado, ficou encarregado de retirar a ponte que caiu dentro do rio, como forma de evitar que o aumento do fluxo das águas do Tamanduateí provoque inundação na região", informou a gestão municipal.

A subprefeitura da região disse que as margens da ponte eram um "ponto viciado de descarte de lixo e de entulho por carroceiros e caminhões, que despejavam no local aproximadamente 60 a 70 toneladas por dia". A pasta informou que trabalhos de limpeza eram realizados a cada dois dias.

Trânsito. Segundo a CET, motoristas devem usar o Viaduto Grande São Paulo como opção de desvio para o bairro do Ipiranga. Para ir no sentido Vila Prudente, os condutores também devem pegar o Viaduto Grande São Paulo no sentido Ipiranga, acessar a Avenida do Estado no sentido centro, fazer o retorno no cruzamento da Rua dos Patriotas e seguir pela Avenida do Estado em direção ao bairro. Depois, eles vão acessar novamente o Viaduto Grande São Paulo já no sentido Vila Prudente e pegar a alça de acesso para a Avenida Doutor Fernando Mesquita.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.