Pompeia terá estação elevada por causa de enchente

Situada em um ponto que costuma alagar há décadas nos meses de chuva, a futura Estação Sesc-Pompeia, na Linha 6-Laranja (que ligará a Brasilândia, na zona norte, ao centro), terá suas entradas construídas acima do nível de água das enchentes - para evitar que invadam seu interior.

O Estado de S.Paulo

07 Junho 2013 | 02h05

Quem garante é Laércio Mauro Santoro Biazotti, diretor de Planejamento e Expansão do Metrô. Ele participou ontem da audiência pública sobre o Metrô realizada pelo Ministério Público.

A estação será subterrânea, na esquina da Avenida Pompeia com a Rua Venâncio Aires, na zona oeste. "Os acessos vão ficar em uma altura acima da quota de inundação", afirmou Biazotti.

O promotor de Habitação e Urbanismo Maurício Ribeiro Lopes, que organizou a audiência pública, disse que obras da Prefeitura também deverão contribuir para reduzir os alagamentos na área. "Antes de se fazer o metrô ali, pela Operação Urbana Água Branca, há R$ 300 milhões separados e, se não me engano, custa R$ 146 milhões o trabalho que envolve a canalização dos córregos daquela região para parar de acontecer esse problema."

A Linha 6-Laranja deve começar a ser feita no ano que vem e ser aberta em 2020. A obra será feita pela iniciativa privada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.