Pompeia já encheu 17 vezes neste verão

Tem até marchinha recém-composta pelo carnavalesco Manoel Ferreira: "Pompeia, que beleza/ Quando chove parece Veneza". Na noite de domingo não foi diferente. O bairro alagou pela 17.ª vez desde 1.º de dezembro, início da Operação Verão da Prefeitura. Não que falte planejamento para a Pompeia. A Prefeitura de São Paulo já gastou R$ 5,2 milhões em projetos que apresentavam soluções para a área.

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

01 Março 2011 | 00h00

O piscinão da Avenida Francisco Matarazzo, anunciado pela Prefeitura em 2009 e que viria acompanhado de mais dois reservatórios menores, foi considerado insuficiente. Mas isso só depois um ano, muitas expectativas e R$ 551 mil. Um novo estudo, ao custo de R$ 4,7 milhões, foi encomendado, e é o que está valendo: agora, são duas galerias subterrâneas para conter os Córregos Água Preta e Sumaré.

"Pagar consultor é bom. Agora falta o executor", afirma o diretor do Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas do Instituto de Geociências da USP, Uriel Duarte. "Na Pompeia, um piscinão resolveria, mas o ideal é que reformassem todas as galerias até o Tietê." O edital de licitação da obra deve ser publicado nos próximos 30 dias. Estima-se que as galerias vão custar cerca de R$ 90 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.