Divulgação
Divulgação

Polo gastronômico, Itaim Bibi concentra restaurantes de alta gastronomia

Estabelecimentos na rua Amauri, por exemplo, recebem boa parcela do PIB paulistano

O Estado de S.Paulo

18 Dezembro 2014 | 13h11

Comer e beber bem no bairro do Itaim Bibi, na zona oeste de São Paulo, não é das tarefas mais difíceis, mas é preciso preparar o bolso. O pólo gastronômico da região fica nas ruas Amauri, Campos Bicudo e Pedroso Alvarenga. Localizado próximo aos bairros dos Jardins e do Morumbi, o Itaim Bibi é um bairro nobre da capital paulista e, por isso, concentra restaurantes de alta gastronomia.

Na esquina das ruas Amauri e Campos Bicudo, o restaurante Parigi, do grupo Fasano tem pratos representativos da culinária italiana e francesa. A região é conhecida por receber e servir boa parcela do PIB paulistano. O projeto arquitetônico resgata o clima de antigos bistrôs de Paris e o chef Eric Berland oferece interpretações contemporâneas de pratos clássicos. 

A 350 metros dali está o L’Entrecôte de Paris. O restaurante serve um único prato: fritas e um entrecôte fatiado, coberto com um molho secreto feito com 21 ingredientes e que demora 36 horas para ficar pronto.

O bar e restaurante Vermont é um dos únicos pontos destinados ao público GLS do bairro. No andar térreo, há jantar e música ao vivo. No piso superior, drinks e DJs.

Na região, há ainda os restaurantes Ecco, La Tambouille, Dressing e Le Vin Bistro. Uma andada pelo bairro, na hora do almoço ou do jantar, talvez não seja suficiente para decidir qual restaurante escolher.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.