Políticos de Rio e Brasília querem anistia

Os políticos apressaram a elaboração de projetos para anistiar os bombeiros de processos criminais e administrativos. Pelo menos cinco serão apresentados no Senado Federal, na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa do Rio.

Pedro Dantas / RIO, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2011 | 00h00

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse ontem que aprovará na próxima semana uma emenda à Lei 12.191, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que anistiou militares de nove Estados punidos por movimentos reivindicatórios em 1997, e ampliará o benefício para os bombeiros que participaram dos protestos neste ano no Rio. "Conseguiremos aprovar esta emenda já na próxima semana. As famílias estão apavoradas com a possibilidade de processos contra os manifestantes", afirmou o senador.

Emenda. Na Câmara dos Deputados, circulam pelos menos três projetos de lei para a anistia. Os deputados do PSOL Chico Alencar e Jean Willys, do Rio, e Ivan Valente, de São Paulo, concluíram um dos projetos. O deputado Alessandro Molon (PT-RJ) também anunciou que elaborava texto semelhante, assim como o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ). Na Assembleia Legislativa do Rio, 25 deputados, das mais diversas correntes políticas, assinaram uma proposta de emenda constitucional para anistiar os servidores no âmbito estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.