Policial sugere assaltado deixe o Morumbi

Três homens, dois deles armados, assaltaram na madrugada de ontem dois apartamentos em um edifício residencial no Morumbi, zona sul. Os criminosos renderam o vigia e o porteiro na guarita. Cerca de R$ 15 mil em computadores, celulares, roupas e dinheiro foram levados. As vítimas foram agredidas e ameaçadas. Os bandidos usaram alicate para cortar um alambrado no muro e invadir o local.

CAIO DO VALLE, O Estado de S.Paulo

03 Novembro 2011 | 03h02

O casal de atores Diogo Picchi, de 34 anos, e Gabriela Portieri, de 20, hospedados na casa do produtor de filmes Antonio Carlos de Matos, de 46, foi rendido por dois bandidos pouco depois das 4h na garagem. Eles foram levados ao apartamento no 8.º andar e ficaram sob a mira de uma arma. "Foram bem ameaçadores e disseram que estavam drogados", disse Picchi, que levou coronhadas na cabeça.

Segundo Matos, o escrivão da polícia chegou a sugerir às vítimas que mudassem do bairro. "Ele foi categórico e disse: 'Vocês estão no Morumbi, elite, cercados por zona sul (bairros de periferia) e nós não temos como proteger vocês. Não por culpa nossa, mas porque não temos efetivo e pessoas qualificadas'." As vítimas também acusam a polícia de não agilizar a apuração.

O delegado do 89.º DP, Carlos Battista, rebateu a crítica e vai apurar o que o escrivão disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.