Policial militar é morto em Mairiporã

Ele aguardava a saída da esposa na porta de uma escola no centro, quando foi abordado pelos suspeitos

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

15 de setembro de 2009 | 04h19

Um policial militar foi morto em uma suposta tentativa de assalto na noite desta segunda-feira, 14, em Mairiporã, na Grande São Paulo. O soldado José Luís Francisco da Silva, de 41 anos, esperava a esposa sair do colégio onde trabalhava como professora, na Rua Fernão Lopes, no Centro da cidade, quando foi baleado no olho. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento.

 

Silva foi até a escola no seu Chevrolet Kadett azul, por volta das 20h30. Segundo testemunhas, ele aguardava na rua quando dois homens passaram em um Fiat Uno cinza, pararam mais a frente e voltaram a pé até onde estava o policial.

 

Ao perceber que seria abordado, o soldado sacou a sua arma e deu dois tiros, que acertaram um carro, mas não deixaram ninguém ferido. Um dos homens então baleou Silva. Os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados. O caso foi registrado na Delegacia de Mairiporã.

 

A vítima foi levada ao hospital da cidade e em seguida transferida ao Hospital do Mandaqui, na zona norte de São Paulo. Silva estava na polícia havia 20 anos e prestava serviços à 2ª Companhia do 26º Batalhão da PM, em Mairiporã.

Mais conteúdo sobre:
Mairiporãassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.