Policial militar é executado em Ferraz de Vasconcelos

Testemunhas afirmaram que criminosos não se preocuparam em esconder a ação, que aconteceu por volta das 6h da manhã

Jéssica Freitas - estadão.com.br,

23 de junho de 2012 | 10h22

São Paulo, 23 - O cabo da Polícia Militar, Joaquim Cabral de Carvalho, que trabalhava no 32º Batalhão de São Paulo, foi executado na manhã deste sábado, 23, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Com este, sobe para cinco o número de policiais militares assassinados na Região Metropolitana de São Paulo em menos de uma semana.

O crime foi cometido por volta das 6h da manhã. O cabo estava em frente à garagem de ônibus da empresa onde prestava serviço como segurança, quando três pessoas desceram de um carro e atiraram no policial diversas. A maior parte dos disparos atingiu a cabeça da vítima, que morreu no local.

Segundo a polícia, testemunhas disseram que os criminosos não se preocuparam em esconder a ação das pessoas que caminham pelo local.

Uma perícia foi feita no local do crime e ninguém foi preso.

Tudo o que sabemos sobre:
PMcrimonososSPferraz de vasconcelos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.