Policial é assassinado ao tentar impedir um assalto

Morador nas proximidades, PM trocou tiros com bandidos para tentar evitar crime

EFE

01 de dezembro de 2007 | 06h31

Ao tentar impedir um assalto aos moradores de uma residência da Rua Santa Marcela, no Jardim Roberto, em Osasco, o policial militar Odair José de Oliveira Junior , de 38 anos, trocou tiros com os três ladrões e foi atingido por quatro disparos.  Morreu ao ser socorrido ao PS do Hospital Santo Antonio, naquele mesmo município. Um dos criminosos, de nome Porfírio, foi preso, mas a polícia não sabe informar se ele é o autor dos disparos que mataram o PM. Oliveira Júnior estava há 19 anos na Polícia Militar e era lotado no Batalhão Metropolitano de Osasco (14º BPMM). Morador nas proximidades, encontrava-se de folga e à paisana.  Ao avistar seus vizinhos sendo assaltados e os criminosos exigindo as chaves de um veículo que estava na garagem, sacou de sua arma e aproximou-se dando voz de prisão.  Foi aí que teve inicio o tiroteio. As vitimas de tentativa de roubo reconheceram Porfírio, detido pouco depois, como sendo um dos ladrões. Ele foi autuado em flagrante na 2ª Delegacia de Osasco. Os outros dois fugiram, mas o preso se negou a identificar os comparsas.

Tudo o que sabemos sobre:
Osasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.