Policial civil morre após ser baleado em bar na zona norte de SP

Escrivão foi atingido na cabeça por um homem que estava na garupa de uma moto

Marília Lopes, do Estadão.com.br,

29 Dezembro 2010 | 03h40

SÃO PAULO - Um policial civil morreu na noite desta terça-feira, 28, após ser baleado na cabeça em um bar na zona norte de São Paulo. O escrivão Roberto Barros, que trabalhava no 14º Distrito Policial, em Pinheiros, zona oeste, foi atingido por volta das 22 horas. Ele estava em um bar na Rua Elcio Mazzei, no Mandaqui, quando um homem, que desceu da garupa de uma moto, disparou contra ele.

 

Barros foi encaminhado ao Hospital do Mandaqui, mas não resistiu e morreu. O caso foi registrado no 9º Distrito Policial, no Mandaqui, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.