Policial civil de 62 anos é executado em Juquitiba (SP)

Investigador foi abordado por dois homens e morto a tiros quando saia de um mercado

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

06 Outubro 2012 | 14h26

SÃO PAULO - O policial civil João Antonio Pires, de 62 anos, foi morto a tiros na noite de quinta-feira, 5, quando saia de um mercado em Juquitiba (SP), a 80 km da capital paulista.

O investigador foi abordado por dois homens em uma moto quando se dirigia para o seu carro, por volta das 20h, na Avenida Trinta e Um de Março, número 100. Depois de ser baleado pelo garupa, ainda conseguiu correr para dentro do estabelecimento, mas foi perseguido e executado com mais disparos.

Socorrido ao Pronto Socorro de Juquitiba, Pires não resistiu aos ferimentos. Os bandidos conseguiram fugir e ainda estavam foragidos até as 12h de sábado.

Imagens do circuito interno do mercado registraram a ação dos bandidos e estão sendo usadas na busca pelos suspeitos. O caso foi registrado na Delegacia de Juquitiba.

Mais conteúdo sobre:
policial executado juquitiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.