Policiais que balearam juiz se entregam no Rio

INVESTIGAÇÃO

, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2010 | 00h00

Os policiais civis Bruno Rocha Andrade e Bruno Souza da Cruz se apresentaram no início da noite de ontem ao juiz Fábio Uchôa, do 4.º Tribunal do Júri do Rio, que havia decretado a prisão temporária dos dois. Os policiais são suspeitos de terem atirado no carro do juiz trabalhista Marcelo Alexandrino da Costa Santos, na madrugada do dia 2, ferindo o juiz, seu filho de 8 anos e a enteada de 11, na zona norte. Segundo o TJ, a prisão temporária é por 30 dias e pode ser prorrogada por mais 30. Para o juiz, os policiais têm instinto homicida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.