Policiais negociam há mais de 13h com homem armado em SP

Peruano de 37 anos atirou contra sua mulher grávida de 2 meses; levada ao hospital, ela passa bem

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

21 de maio de 2008 | 02h13

Já duram mais de 13 horas as negociações entre policiais e um homem que ameaça se matar em um condomínio do Projeto Cingapura, localizado na Rua Giuseppe Marino, no Parque Novo Mundo, zona norte de São Paulo. Policiais militares do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), assumiram os trabalhos e tentam convencer o homem a se entregar. O peruano César Anchante, 37 anos, armado com um revólver calibre 38, está trancado em um apartamento do andar térreo do prédio. No início da tarde de terça-feira, o homem disparou três tiros contra sua mulher, que está grávida de dois meses, fato que teria gerado a agressão. O casal tem quatro filhos, com idades entre 5 e 16 anos, e o peruano teria se submetido a uma cirurgia de vasectomia, por isso, acredita ter sido traído. Atingida nas pernas e abdômen, a mulher foi socorrida por vizinhos, que a levaram para o pronto-socorro da Vila Maria. Segundo as últimas informações do hospital, ela passa bem e o feto também estaria fora de perigo. Após efetuar os disparos, César Anchante trancou-se no apartamento e ameaça se matar. A PM cercou o prédio, dando início às negociações que se estendem até esta madrugada de quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.