Policiais especializados atenderão acidentes de trânsito com vítima

Paulistanos envolvidos em acidente de trânsito com vítima passarão a ser atendidos por policiais especializados em trânsito a partir de segunda-feira. Essa tarefa, que era realizada pelos 21.500 policiais militares que fazem o patrulhamento ostensivo da capital, voltará a ser responsabilidade exclusiva do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran). O serviço agora passará a ser feito por 1.550 PMs.

Luísa Alcalde, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2010 | 00h00

Por dia, ocorrem de 80 a 150 acidentes com vítimas na capital, segundo a Polícia Militar. Com a mudança, na opinião de especialistas, quem se envolver em acidentes terá relatórios técnicos detalhados sobre as causas e as eventuais responsabilidades. Essas informações poderão se úteis em processos judiciais.

Segundo o capitão Paulo Sérgio Oliveira, chefe da Divisão Técnico-Operacional do CPTran, as ocorrências de acidentes com vítimas serão direcionadas ao comando de trânsito pelo telefone 190 do Copom. A ideia é liberar para o combate à criminalidade os PMs que executavam a tarefa. "E os policiais de trânsito também cuidarão de qualquer ocorrência."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.