Policiais do Deic prendem suspeitos de arrastão no Morumbi

Quatorze detidos são acusados de integrar quadrilha especializada em assaltar condomínios de luxo em SP

Josmar Jozino, Jornal da Tarde

26 Fevereiro 2010 | 14h33

O Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prendeu nesta sexta-feira, 26, 14 homens acusados de integrar uma quadrilha especializada em assaltar condomínios de luxo em São Paulo. O bando é suspeito de envolvimento no arrastão ao condomínio Vitória Régia, no Morumbi, zona sul, na última quarta-feira.

 

Na casa de um dos ladrões, policiais encontraram um terno. Foi com este tipo de roupa que os assaltantes entraram no condomínio Vitória Régia, se passando por jornalistas de uma emissora de rádio.

 

As prisões foram conduzidas pelo delegado Ismael Rodrigues, chefe da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio do Deic. Parte dos assaltantes é da região de Americanópolis, na zona sul. Um deles é conhecido como Barão.

 

Segundo o Deic, parte do bando também tem envolvimento com tráfico de drogas e furtos a caixas eletrônicos. Entre os 14 presos, sete já têm a participação confirmada em ações delituosas. O restante ainda é averiguado.

 

O Deic monitorava os presos há pelo menos 20 dias. Os policiais sabiam que o bando iria assaltar um condomínio esta semana. Só não descobriram o endereço por causa de um problema envolvendo um informante. Na casa de um dos criminosos também foram apreendidos objetos que podem ser produtos de roubos. O Deic deve apresentar os presos ainda hoje em entrevista coletiva.

Mais conteúdo sobre:
SP violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.