Policiais de Minas rejeitam proposta e mantêm greve

Policiais civis de Minas Gerais decidiram ontem em assembleia rejeitar proposta de reajuste do governo e manter estado de greve iniciado há cerca de um mês. Após a decisão, centenas de profissionais seguiram em passeata no centro de Belo Horizonte.

Marcelo Portela e Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2011 | 00h00

PMs e bombeiros também fizeram assembleia ontem, mas, até o fim da tarde, não havia decisão da categoria - na segunda-feira, eles rejeitaram proposta de reajustes escalonados até 2015.

Hoje o salário inicial de um agente é de R$ 2.041,00, mas os policiais reivindicam salário único de R$ 4,2 mil. Outra queixa é a falta de pessoal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.