Polícia vai utilizar imagens da imprensa para identificar motoristas e cobradores

Segundo o secretário de Segurança Pública, a intenção é avaliar prejuízos; já Alckmin está otimista para que paralisação de ônibus da EMTU se encerre nesta sexta-feira, 23

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

23 Maio 2014 | 12h58

SÃO PAULO - O secretário de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, afirmou na manhã desta sexta-feira, 23, que a Polícia Civil usará imagens feitas pela imprensa para identificar os líderes dos motoristas e cobradores de ônibus que paralisaram a cidade nos últimos dias.

De acordo com Grella, que acompanhava o governador Geraldo Alckmin (PSDB) na reinauguração da Igreja da Terceira Ordem, no Largo São Francisco, na região central de São Paulo, a intenção é avaliar os danos que alguns grupos causaram nos ônibus, como depredação, e os prejuízos ao serviço de transporte público. "Vários dirigentes sindicais estão sendo notificados a comparecer para serem ouvidos", disse Grella.

Ainda de acordo com ele, por enquanto está descartada a possibilidade de participação do crime organizado mas paralisações. No entanto, de acordo com o secretário, essa hipótese é forte nos casos de ônibus incendiados.

Grande São Paulo. O governador Geraldo Alckmin afirmou que a greve que atinge os ônibus metropolitanos da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) na Grande São Paulo será resolvida ainda nesta sexta-feira. "Estamos otimistas que se possa resolver o caso nas próximas horas. Queremos resolver o mais rápido possível", afirmou Alckmin.

Às 15h, empregados e empresários irão se reunir no Tribunal Regional do Trabalho. Alckmin afirmou que Joaquim Lopes, presidente da EMTU, estará presente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.