Polícia vai utilizar imagens da imprensa para identificar motoristas e cobradores

Segundo o secretário de Segurança Pública, a intenção é avaliar prejuízos; já Alckmin está otimista para que paralisação de ônibus da EMTU se encerre nesta sexta-feira, 23

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

23 de maio de 2014 | 12h58

SÃO PAULO - O secretário de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, afirmou na manhã desta sexta-feira, 23, que a Polícia Civil usará imagens feitas pela imprensa para identificar os líderes dos motoristas e cobradores de ônibus que paralisaram a cidade nos últimos dias.

De acordo com Grella, que acompanhava o governador Geraldo Alckmin (PSDB) na reinauguração da Igreja da Terceira Ordem, no Largo São Francisco, na região central de São Paulo, a intenção é avaliar os danos que alguns grupos causaram nos ônibus, como depredação, e os prejuízos ao serviço de transporte público. "Vários dirigentes sindicais estão sendo notificados a comparecer para serem ouvidos", disse Grella.

Ainda de acordo com ele, por enquanto está descartada a possibilidade de participação do crime organizado mas paralisações. No entanto, de acordo com o secretário, essa hipótese é forte nos casos de ônibus incendiados.

Grande São Paulo. O governador Geraldo Alckmin afirmou que a greve que atinge os ônibus metropolitanos da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) na Grande São Paulo será resolvida ainda nesta sexta-feira. "Estamos otimistas que se possa resolver o caso nas próximas horas. Queremos resolver o mais rápido possível", afirmou Alckmin.

Às 15h, empregados e empresários irão se reunir no Tribunal Regional do Trabalho. Alckmin afirmou que Joaquim Lopes, presidente da EMTU, estará presente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.