Polícia usa testemunhas para flagrar motoristas

A Polícia Militar planejava começar ontem a usar o testemunho de policiais e até de cidadãos comuns para provar a embriaguez de motoristas. Na capital, a primeira blitz da lei seca após o endurecimento da legislação - novo texto foi sancionado anteontem pela presidente Dilma Rousseff - ocorreu na Avenida Guarapiranga, na zona sul. Até as 23h, no entanto, nenhum motorista havia sido flagrado bêbado. A multa para quem dirige sob efeito de álcool passou a R$ 1.915,40. A lei permite que, além do bafômetro e do exame de sangue, testemunhas possam comprovar a bebedeira.

O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2012 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.