Polícia tenta identificar quadrilha que invadiu consultório em Franca

Três vítimas foram trancadas no banheiro por duas horas; assaltantes armados levaram até equipamento usado pelo dentista

Rene Moreira - Especial para o Estado ,

30 Maio 2013 | 15h29

FRANCA - A Polícia Civil de Franca tenta identificar cinco bandidos armados que invadiram um consultório odontológico no centro da cidade e renderam três vítimas. Nessa quarta-feira (29) elas foram ouvidas na delegacia, mas as pistas para se chegar aos envolvidos ainda são poucas.

No local existem câmeras de segurança que filmaram a ação. Porém, de acordo com o delegado Luís Carlos da Silva, do 1º Distrito Policial, as imagens não oferecem muita ajuda. "Os assaltantes foram filmados de costas, não dá para ver o rosto", explica. Segundo ele, foi o primeiro roubo a consultório odontológico registrado na delegacia e os bandidos podem ser de outra cidade.

O crime foi registrado na tarde de segunda-feira (27) quando o dentista, por sorte, saiu para almoçar. Se passando por paciente um rapaz conseguiu que a porta do consultório fosse aberta e entrou junto com seus comparsas. Foram rendidas a secretária e a filha do dentista. A funcionária de um restaurante que chegou posteriormente para fazer uma entrega também acabou sob a mira de um revólver. As três foram trancadas em um banheiro e se soltaram somente duas horas depois.

Os bandidos estavam nervosos, fizeram ameaças e fugiram levando computadores, celulares, além de equipamentos e materiais de uso na odontologia. O dentista não foi localizado para falar a respeito, mas à polícia computou um prejuízo que passa dos R$ 30 mil, além do trauma deixado pela ação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.